Páginas

agosto 12, 2009


Semana do Evangélico, Bolsa Atleta e mais polêmica.

Na sessão da última terça, 11 de agosto, foi apresentado um projeto de lei do executivo que cria o Centro de Referência de Atendimento a Mulher que promoverá atendimento as mulheres vítimas de violência, além de prestar acompanhamento psicológico e apoio jurídico. O vereador Paulinho Carvalho parabenizou a Prefeitura e o Secretario de Turismo, Michel Al Odeh, pelo "choque de ordem" na Feirinha do Alto. Cleyton Valentim propôs emenda que prevê curso de inglês para os taxistas. Cleyton ainda propôs a criação da Semana Evangélica, com shows, palestras e festejos de cunho cristão. Também é do vereador o projeto Bolsa Atleta que visa dar apoio financeiro aos atletas cadastrados que tiverem bons resultados. O projeto foi amplamente discutido e chegou-se a conclusão que o mesmo passará por algumas alterações pra que atenda da melhor forma possível a classe esportiva.

Polêmica

A polêmica da noite se deu devido a um projeto de lei do vereador Paulinho Carvalho que obriga a Prefeitura a fazer exames oftalmológicos e otorrinololaringológicos em todas as crianças matriculadas na rede pública do município. Dr. Carlão, que apresentou projeto similar anteriormente, alertou que o mesmo não poderia ser destinado a todas as crianças, como se acha redigido no projeto do Paulinho, mas apenas para as que apresentarem sintomas desses problemas. "Isso causaria um caos no sistema de saúde!" - alertou Carlão. O presidente da casa, Dr. Habib, sugeriu que se alterasse o texto do projeto pra que o mesmo autorize e não obrigue o executivo a cumprir a nova lei. Paulinho se recusou a mudar o texto e mesmo diante do alerta da insconstitucionalidade eminente o mesmo foi aprovado novamente pelo ressurgido G7. O voto favorável ao projeto do vereador Arley gerou críticas do vereador Carlão. Segundo Carlão, Arley com essa postura estaria indo contra ao bom relacionamento que tem com o executivo que tem atendido os seus pedidos. "Quer comer o filé mas não quer roer o osso?" - disparou Carlão.

"Eles não estão fazendo nada por mim e sim pela população!" - rebateu Arley. Confira o debate sobre a questão, NA ÍNTEGRA, no vídeo abaixo:


video

Teresopolitano, a cidadania não termina no ato do voto. Participe das sessões dos vereadores e cobre dos seus representantes uma postura digna a confiança neles depositada. Uma cidade próspera se faz com cidadãos conscientes de seus direitos e deveres. Participe!
Sessões todas as terças e quintas a partir das sete e meia da noite ou tão logo os atrasadinhos derem o ar da graça.
.


Que tal baixar aquela música que marcou a sua vida? Melhor ainda, que tal baixar aquele velho LP agora em versão dicital? Melhor ainda, que tal baixar a discografia completa de sua banda preferida? Isso tudo é possível apenas com alguns cliques, no site 4Shared.


Com a proposta inicial de compartilhar músicas, o serviço 4Shared foi se expandindo até o presente momento em que chega a oferecer 5GB de espaço virtual para armazenar não somente músicas, mas também imagens e outros tipos de arquivos.Interface torna a utilização agradávelA disposição de botões, unida a navegação por pastas e a boa organização das principais funções faz do 4Shared um serviço fácil e agradável ao usuário. O site funciona em uma espécie de janela interna no navegador, muito parecida com uma janela comum do Windows.Após enviar seus arquivos o 4Shared permite ainda que você execute-os no próprio site, as músicas são reproduzidas via Windows Media Player, e as imagens também podem ser visualizadas internamente em tamanho grande.Como todo bom serviço de compartilhamento não poderia faltar a função de obter um link único para compartilhar seus arquivos com seus amigos.

http://www.4shared.com/



Após a polêmica criada a respeito das supostas irregularidades na atual gestão da Câmara, o diretor geral da casa, José Leonardo Vasconcelos, foi convidado a prestar maiores esclarecimentos a respeito de todas as dúvidas.

"Estou tranquilo pois sei que estamos pautados na legalidade" - nos disse o Leo. Com 28 anos, ele que se acostumou a falar em público nas aulas que ministra do Rio, deverá encarar o plenário dentro dos próximos 15 dias.

A Polêmica

As dúvidas em relação aos contratos firmados pela Câmara foram levandadas pelo vereador Claudio Mello que questionou nomeações, cargos e contratos. Após o questionamento, o vereador foi retaliado politicamente de forma explícita e assumida com o voto contrário do G7 em todas as suas moções. A questão que deveria ser resolvida internamente, ganhou proporções globais ao ser alvo de uma matéria da InterTV, afiliada da TV Globo. Na última quarta, numa reunião no Salão Azul, os vereadores trataram da questão na tentativa de evitar que situações como essa cheguem ao plenário.

Olha o que a mula do pedreiro fez:

A nota publicada no BADARTS a respeito de ALGUMAS posturas tomadas por ALGUMAS pessoas da Imprensa esportiva teresopolitana nos rendeu uma avalanche de ligações e e-mails a respeito da questão. A razão dessa nova nota é esclarecer alguns fatos que talvez tenham ficado nebulosos devido a forma como tratamos o assunto. É bom lembrar que demos total visibilidade as críticas por parte da imprensa esportiva que não aceita com bons olhos a forma como o Secretário Leandro Aschar tem tratado o esporte na cidade. Foi por aqui que o internauta soube que a Pista de Esportes Radicais estava fechada nos feriados. Foi por aqui que o mesmo intenauta assistiu o vídeo do compromisso não cumprido pelo prefeito. Foi também aqui que foram publicados na web todos os vídeos que mostraram falhas de segurança durante as provas do Kart e também do ciclismo. Na matéria sobre os Jogos de Inverno, destacamos a falta de público que foi um fato durante todo o evento. Tudo isso precisa ser dito para lembrar a imprensa esportiva que o nosso compromisso é com a verdade e que se erramos, isso não é por mal e sim ela vontade em demasia de fazer a coisa certa.

Erramos.

Erramos ao escrever o texto de forma que fez parecer que toda a imprensa esportiva se encontra num mar de lama onde salários de dois mil reais eram pagos em governos passados pra que a mesma fosse domesticada. Erramos e erramos feio: tem muita gente que nada recebeu dos cofres públicos enquanto outros nem sequer atingiram a marca dos quinhentos reais mensais. Erramos ao generalizar situações e valores. Bom lembrar também que somos favoráveis ao amplo apoio do poder público na divulgação dos seus eventos e isso, claro, inclui a imprensa esportiva. É bom deixar bem claro que o que não dá pra aceitar é que a mesma imprensa use de meios anti-éticos para reagir a falta de "apoio ao esporte". Somos a favor e fazemos parte dos que se procupam com a melhoria não só do nosso esporte mas também de todas as outras áreas abrangidas pela administração pública. Se existem críticas a serem feitas, isso será realizado também por aqui, como fizemos sempre, porém existem exageros que precisam ser sanados pra que a credibilidade desses profissionais, de uma forma geral, não seja colocada em risco.

Ontem, soubemos de uma lenda do esporte teresopolitano que o mesmo preferiu não ler, em seu programa, uma carta enviada por um telespectador pois esta continha duras críticas ao secretário de esportes. O medo do apresentador era que a mesma pudesse ser entendida como fraude. Ora, senhores, isso é ou não um sintoma de que algumas posturas devem ser revistas? Quando a credibilidade de profissionais respeitados está em jogo, é hora de todos sentarem ao redor de uma mesa e discutirem essas questões pois corremos o risco de cometer o erro de generalizar o problema graças aos erros de uma minoria que se preocupa com o esporte desde que esse esteja além do próprio umbigo.

É triste ver o Pedrão vazio enquanto teresopolitanos DE VERDADE defendem nossa cidade. É triste disperdiçar as chances do exercício de nossa teresopolitaneidade. Com o apoio da imprensa esportiva o problema poderia ser sanado. Quando tudo vai mal, o ideal é recomeçar do zero, sem mágoas ou rancores. Todos juntos rumo a uma Teresópolis melhor. Isso sim é o ideal.

Nenhum comentário: