julho 30, 2014

HUMOR EM LUTO
Fausto Fanti, do Hermes e Renato, se suicida em São Paulo
Fausto Fanti - Hermes e Renato - Legendários
O humorista Fausto Fanti, de 35 anos, comediante que interpretava o personagem Renato, do grupo Hermes & Renato, foi encontrado morto no apartamento em que ele morava, no bairro em Perdizes, em São Paulo, às 16h40 desta quarta-feira, 30. Fausto deixou uma filha de aproximadamente 10 anos.
O humorístico Hermes & Renato foi exibido pela MTV Brasil entre 1999 e 2009. Em 2010, o grupo foi para a Record e mudou o nome para Banana Mecânica. O elenco fazia parte do programaLegendários, apresentado por Marcos Mion. Em 2013, o grupo retornou à MTV com o nome original. Para saber mais, clique aqui.

Abaixo, um documentário sobre o Hermes & Renato:



Enquanto isso, no Soberbo...


GENTE DA GENTE

Marcelo Salem (Canal 7), Claucio Mizael (TereTV) e Anderson Duarte (Diário TV)

Enquanto isso, na UPA...
Foto: Enquanto isso, na UPA... (informações do repórter Ronaldo Miguez)

SITUAÇÃO DA UPA EM TERESÓPOLIS II - Resultado da reunião realizada nesta segunda-feira, 27, entre médicos, secretário de saúde e a Cooperativa que administra a UPA.

Conforme nos passou o administrador da Upa, Marcos Zamith, os médicos da UPA não vinham sendo descontados pela empresa anterior, a Fibra, nos 27% de imposto de renda obrigatório para quem ganha mais de 4 mil reais. Uma prática irregular.

A nova empresa, a Renacoop, aumentou o valor dos plantões, e passou, conforme reza a lei, a fazer o desconto do referido imposto. Ocorre que, no resultado final e apesar do aumento nos plantões, os salários diminuíram, o que gerou uma compreensível insatisfação. 

REUNIÃO DO DIA 27: Após a reunião, foi acordado que a Renacoop vai aumentar ainda mais o valor dos plantões médicos para suprir a diferença, e fazer com que os salários, daqui por diante, não tenham perda em relação aos pagos anteriormente. Também, que a Cooperativa vai depositar a diferença desse mês até quarta-feira, ficando assim resolvida a questão e voltando a UPA a funcionar normalmente.

Informações do repórter Ronaldo Miguez:

Conforme nos passou o administrador da Upa, Marcos Zamith, os médicos da UPA não vinham sendo descontados pela empresa anterior, a Fibra, nos 27% de imposto de renda obrigatório para quem ganha mais de 4 mil reais. Uma prática irregular.
A nova empresa, a Renacoop, aumentou o valor dos plantões, e passou, conforme reza a lei, a fazer o desconto do referido imposto. Ocorre que, no resultado final e apesar do aumento nos plantões, os salários diminuíram, o que gerou uma compreensível insatisfação.
REUNIÃO DO DIA 27: Após a reunião, foi acordado que a Renacoop vai aumentar ainda mais o valor dos plantões médicos para suprir a diferença, e fazer com que os salários, daqui por diante, não tenham perda em relação aos pagos anteriormente. Também, que a Cooperativa vai depositar a diferença desse mês até quarta-feira, ficando assim resolvida a questão e voltando a UPA a funcionar normalmente.


Enquanto isso no Ibope...
Pesquisa aponta pra empate técnico entre Garotinho, Crivella e Pezão na disputa pelo governo do Estado do Rio...

Para saber mais, clique aqui.

julho 29, 2014

Enquanto isso, no O Globo...
Para saber mais, clique aqui.

Pra glorificar de pé:
FESTIVAL DE INVERNO DO SESC
Para conferir toda a programação de Teresópolis, clique aqui.


ARTE CONTEMPORÂNEA




CSI GOIÂNIA

julho 28, 2014

UPA - ETERNO PEPINO?
Desde sua inauguração, em 2010, tornaram-se cada vez mais comuns as reclamações sobre o atendimento na UPA Nathan Garcia Leitão, em Teresópolis, referência local para atendimentos de pequena e média complexidade. Os problemas vão da falta de medicamentos até a ausência de médicos, quase sempre em protesto pelo atraso no pagamento dos salários. A grande vilã, até então, seria a O.S. Fibra responsável pela administração da unidade. Porém em março  a Prefeitura decidiu afastar a Fibra, assumindo a gestão da unidade (clique aqui para conferir).
Passados quatro meses da intervenção do poder público, os problemas permanecem.
Na última sexta (25), o atendimento na unidade ficou restrito aos casos de urgência por conta de uma nova paralisação dos médicos sob a alegação de sempre, o atraso no pagamento dos salários(clique aqui para conferir), ação que recebeu o apoio dos profissionais do Posto de Saúde Eithell Abdallah, no Bairro de São Pedro.
 Cartaz foi fixado no posto do bairro São Pedro em Teresópolis (Foto: Reprodução Rogério de Paula/Intertv)
Em entrevista ao G1, o médico presidente da entidade afirma que outras irregularidades prejudicam os médicos e consequentemente a população. “Como  faltam leitos nos hospitais, os pacientes permanecem na UPA, que não tem estrutura e recursos adequados para casos mais graves. Os médicos são vistos como vilões, mas, na verdade, lutam diariamente para fazer o melhor possível”, pontuou Paulo Barros (Coordenador da seccional do Conselho regional de Medicina do Estado do Rio - Cremerj). Ele acrescenta ainda que os profissionais não são contratados e que, portanto, não há vínculo empregatício, o que fere a lei. No vídeo abaixo, matéria da Rafaela Pedra e o Demerval Casemiro (TereTV, Canal 11 da RCA) sobre os problemas recentes na unidade:

A administração da UPA é feita atualmente por três empresas contratadas em caráter emergencial pelo município no período de 90 dias. A prefeitura informou, através da assessoria de imprensa, que uma cooperativa que participa do consórcio é responsável pela contratação dos médicos. 
Ainda segundo o governo municipal, o repasse de recursos está em dia. “O que houve neste primeiro mês de atuação do consórcio é que, por inconsistência de dados, alguns profissionais médicos tiveram os salários liberados com três dias de atraso em relação aos demais funcionários e decidiram restringir o atendimento aos pacientes na unidade”, diz a nota. Segundo a Prefeitura de Teresópolis, a secretaria municipal de Saúde está reunindo esforços para regularizar o atendimento à população. O órgão esclareceu ainda que está realizando um estudo técnico para avaliar a melhor forma de gestão da UPA após o prazo de 90 dias da contratação emergencial do consórcio.  Na Câmara de Vereadores as menções ao problema foram constantes desde que os edis assumiram seus cargos e no início de 2013 esbarramos com os edis conferindo de perto os problemas na UPA:

De acordo com as estatísticas do Governo do Estado, a UPA Nathan Garcia Leitão realizou mais de quinhentos mil atendimentos (570.296) de sua inauguração até dezembro de 2013. O modelo de atendimento foi copiado por outros estados como Minas Gerais, Bahia, São Paulo e Pernambuco. Funcionando no Bom Retiro, a unidade conta com atendimento 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. Sua estrutura foi montada para suportar até 500 atendimentos por dia, com 190 funcionários distribuídos na unidade que conta com consultórios de pediatria, clínica médica e odontológica, além de laboratórios de análise clínica para realização de exames, salas de raio-X, eletrocardiograma, sutura, medicação e nebulização, sala de isolamento para doenças infectocontagiosas (como tuberculose e meningite) e salas para observação com leitos para adultos e crianças. Na "sala vermelha" (para os casos de maior complexidade) existem quatro leitos equipados para atender e estabilizar pacientes em estado grave até que sejam encaminhados para um hospital. Na prática, esta aí um dos maiores problemas da Saúde em Teresópolis. Sem leitos nos hospitais à altura da demanda de pacientes do SUS, a "porta de saída" da UPA fica congestionada, obrigando a unidade a manter pacientes internados dentro da instituição que não foi concebida para esse fim, o que emperra toda a estrutura. O coordenador local do Cremerj diz reconhecer o esforço das pessoas responsáveis pela Upa, que na sua visão, estariam dispostas a fazer com que a unidade funcione bem em setores administrativo, técnico e médico. “Temos problemas, principalmente com relação ao financiamento da saúde de forma ampla. Não só com relação à Upa em si, mas também com outras unidades do município. Tudo isso envolve financiamento público. Entendemos que não é só uma questão de gestão, mas de financiamento, para que as coisas funcionem bem, os hospitais conveniados e a rede própria. Há uma dificuldade em gerenciamento por falta desses recursos”, explica. (Para conferir o "raio-X" do Cremerj sobre os problemas da UPA Teresópolis, clique aqui)

Enquanto isso, na Palestina...

Não entendeu? Clique aqui.



Enquanto isso, na Síria...
Para saber mais, clique aqui.

METEOROLOGIA

julho 26, 2014

TRAGÉDIA NA SERRA
ATÉ TU, BRUTUS?
A Cruz Vermelha brasileira desviou 17 milhões de reais arrecadados para campanhas humanitárias, de acordo com uma uma auditoria encomendada pela Federação Internacional das Sociedades do próprio órgão, com sede em Genebra, Suíça. De acordo com uma reportagem publicada nesta sexta-feira (25) no jornal “Folha de S.Paulo”, o dinheiro seria usado com as vítimas da chuva na Região Serrana do Rio de Janeiro, do terremoto no Japão, da fome da Somália, e em campanhas contra a dengue em todo o Brasil.

 O dinheiro teria ido parar na conta de uma ONG no Maranhão, o Instituto Interamericano de Desenvolvimento Humano – conhecido como Humanos. A organização era presidida pela mãe do ex-vice-presidente da Cruz Vermelha no Brasil, Anderson Marcelo Choucino. 
Para saber mais, clique aqui.

julho 25, 2014

Enquanto isso, na faixa de Gaza...

Não entendeu? Clique aqui.



BARATA É COISA DO PASSADO
Menino encontra bandaid em hamburguer de uma popular pastelaria de Teresópolis:


Vídeo da Juliana Siqueira

ESTRATÉGIA INFALÍVEL


EVIDÊNCIA UFOLÓGICA

Eles estão entre nós!

BATMAN E ROBIN
Foto

julho 24, 2014

MORTE AO GRELO
O líder do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), Abu Bakr al-Baghdadi, ordenou a prática da mutilação genital nas mulheres do califado muçulmano proclamado por sua organização, segundo um comunicado de seu organismo legal na província síria de Aleppo.
O EI justifica a medida por seu empenho em "cuidar" da sociedade muçulmana e evitar "a expansão da libertinagem e da imoralidade" entre as mulheres.
Para saber mais, clique aqui.

Enquanto isso, no Rio...
Os manifestantes que foram presos na véspera da final da Copa, começam a falar...


TERESÓPOLIS FASHION WEEK
Pele de Capivara do Paquequer marca tendência da moda na passarela do Teresópolis Fashion Week

A LUTA DA SAÚDE
O Secretário de Saúde Cezar Alonso com o radialista Raphael Teixeira sobre as dificuldades para administrar a saúde em Teresópolis:



O QUE VEM POR AÍ...

julho 23, 2014

Enquanto isso, na UPA...
Novos gestores, velhos problemas...

MARAVILHAS DA WEB



Enquanto isso, na Terra do Nunca...
Não entendeu? Clique aqui.

Enquanto isso, no Metrô...

O que vem por aí...

Para conferir a programação completa do Festival de Inverno, clique aqui.

Enquanto isso, na UPA...

Ê, ô, ô, vida de gado...

Uma vez Flamengo...



Enquanto isso, no Lar São Vicente de Paulo...
Entrega da 2ª remessa de agasalhos arrecadados na Campanha da Viação Dedo de Deus:


Banco Itaú Agência 0807
C/C Nº 23781-3
Departamento Social São Vicente de Paula

Enquanto isso, no CEROM...
Teresópolis recebe o Programa Cozinha Brasil, do SESI:



julho 21, 2014

Enquanto isso, nas bancas...
Lista com os 10 mais ausentes da ALERJ...

Vai ver, faltou carona...

FESTIVAL DE INVERNO DO SESC
Para conferir toda a programação de Teresópolis, clique aqui.