Páginas

agosto 04, 2009



A primeira sessão da Câmara de Vereadores após o recesso passou longe do ideal a começar pela velha prática do atraso no início das sessões que deveria começar pontualmente as 19 hrs mas que até as 19:20 contava apenas com os vereadores Waguinho e Claudio Mello no plenário.
.

Já na abertura, o Presidente da casa, Dr. Habib, leu uma nota onde teceu, ainda que de forma indireta, suas considerações a respeito da postura do Vereador Claudio Mello que vem cobrando da mesa diretora explicações e cópias de documentos a respeito de contratos e negociações realizadas pela casa. "Esses arautos do caos estão fazendo palanque!" - disse Habib. Confira no vídeo abaixo:
.

video

A nota, como era de se esperar, deu luz a questão e em seguida o vereador Claudio Mello entrou com novos requerimentos, mais uma vez questionando gastos e contratos firmados pela mesa diretora. O pedido gerou nova confusão onde o Presidente cassou a palavra do vereador que mesmo sem uso do microfone continuou questionando-o, o que fez Habib ameaçá-lo de ser retirado do plenário por desacato, caso continua-se a se manifestar. Em contrapartida, Habib entrou com um requerimento de informações ao executivo a respeito de nomeações de parentes e pessoas próximas a vereadore, que segundo o presidente, hoje estão em várias secretarias.
.

Durante sua fala, Claudio Mello foi interrompido por Habib e disparou contra o presidente: "Cale-se!" O presidente emendou: "Cale-se o cacete!" Paulinho, comprando a briga da mesa diretora, disse que muitos dos questionamentos feitos pelo vereador se explicam pelo fato do mesmo não participar do dia-a-dia da Câmara, desconhecendo assim seus funcionários e outros detalhes comuns aos demais. Confira no vídeo abaixo:
.

video

Diante da confusão o vereador Waguinho disparou: "Isso aqui tá parecendo um galinheiro!" Outro momento polêmico se deu quando Cleyton Valentim pediu uma sessão extraordinária. Primeiro o presidente negou, alegando que o pedido fora feito fora do tempo regulamentar, o que não ocorreu. Alertado da gafe, Habib então propôs que se decidisse pela sessão ou não, através do voto. Sem a presença do vereador Ademir, que mais uma vez se retirou de uma sessão antes do seu término, a proposta de Cleyton foi derrotada por 7 votos contra e 4 a favor. Confira no vídeo abaixo:

video
Mas nem só de barraco foi feita a sessão dessa terça. Anjinho propôs a desapropriação de um terreno em Bonsucesso para a construção de um espaço esportivo na localidade. Ademir, comovido com o pedido do ex-vereador Muchadeira, propôs rampas de acesso nas sessões eleitorais. Marcelo Oliveira pediu um maior cuidado com os pontos turísticos da cidade que se encontram abandonados pelo poder público. Marcelo ainda propôs a união de esforços junto ao governo estadual visando a renovação da frota da Polícia Militar, bem como a reestruturação do 30º batalhão. Teixeira pediu maior fiscalização sobre a potabilidade da água das fontes da cidade. Habib propôs a construção de passarelas na altura da Casa & Vídeo, Supermecado Flor da Posse e na Antiga Telemar. Carlão propôs projeto de lei que impede que o executivo municipal destine qualquer terreno para construção de uma Casa de Custódia. Waguinho propôs a gratuidade nas passagens de ônibus dos policiais e dos bombeiros da cidade. Waguinho ainda propôs a criação de centros culturais nos bairros com maior densidade demográfica do município.
Pérola da Noite:

Cento e décima DP (Centésima décima DP)

Proxima sessão na quinta, 5 de agosto de 2009, as 19 horas ou tão logo os atrasadinhos resolverem dar o ar da graça.



Após a sessão polêmica da Câmara de Vereadores dessa última terça, o vereador Waguinho, em seu blog, prestou esclarecimentos a respeito da comparação que fez entre a sessão em curso e um galinheiro.


Gostaria de me manifestar publicamente sobre o ocorrido na Câmara Municipal ontem, dia 04 de agosto, durante a primeira sessão ordinária depois do recesso.
Foi uma sessão onde foram apresentados alguns projetos interessantes e de grande importância para a população em geral, porém, muito tumultuada, mais uma vez, por posicionamentos contraditórios, o que é democraticamente aceitável.
Quero me ater no momento onde o vereador Marcelo Oliveira (1º secretário) lia uma proposição de minha autoria (sobre a criação/construção de Centros Culturais nos bairros mais populosos da cidade), e estava quase impossível de escutar porque alguns vereadores conversavam paralelamente à leitura da mesma. Após a leitura o vereador Dr. Habib (presidente da Câmara) me passou a palavra para que eu pudesse discutir acerca do tema proposto.
Como o clima no Plenário estava um pouco tenso, pedi, com todo respeito, que "nós" vereadores silenciássemos para ouvirmos a proposição lida, até mesmo para sabermos do que se tratava, e em "respeito às pessoas que estavam presentes acompanhando a sessão na assistência".
Antes de discutir a proposição fiz esse comentário: "Isso aqui está parecendo um galinheiro". Qualquer pessoa pode interpretar essa frase da maneira que quiser, até porque ela dá margens para tal, mas EM MOMENTO ALGUM me referi a quem quer que seja para chamá-lo (a) de "galinha".
Fiz uma referência a um galinheiro em alusão à confusão do ambiente, no caso o plenário, que naquele momento estava meio atordoado, como poderia ter referido a uma feira, ou então a um supermercado, enfim, sempre tratando do ambiente e não das pessoas.
Não é esse o meu perfil e nem será, embora respeite cada um dos 12 vereadores com os seus jeitos e posicionamentos.
Mesmo assim, não poderia deixar de elevar minhas sinceras considerações a alguma pessoa que tenha se sentido ofendida, mesmo porque todas as pessoas são dignas de respeito.
Espero, sinceramente, ter desfeito um mal entendido e me coloco a disposição para qualquer esclarecimento.


Wagner de Oliveira Fernandes (Waguinho)
Vereador - PSC

Blog do vereador: http://waguinhovereador.blogspot.com/

Nenhum comentário: