Páginas

junho 06, 2009


O melhor do 1º Concurso de Fotografias de Teresópolis é que os grandes premiados na verdade são os que visitam a exposição. São ao todo 154 fotos inscritas abordando a degradação ou a preservação do meio ambiente em Teresópolis. As fotos ficam em exibição até o dia 14 de junho nos corredores da Casa de Cultura Adolpho Bloch. Confira algumas das belíssimas imagens capturadas pelas lentes dos nossos fotógrafos:

"A cultura foi a grande vencedora !
Quem não pode ir, perdeu !Alguns órgãos de imprensa que não puderam registrar, perderam !Foi uma estrondosa demonstração e exercício de cultura. Que belas e instigantes fotografias !Todos, sem exceção, todos os participantes merecem efusivos aplausos, pois as imagens captadas, as mensagens passadas por tão belas fotografias foi uma "enxurrada" de cultura. E há quem diga que não existem bons eventos em Teresópolis ..."
- J. Araujo
.
"...a mais linda entre tantas belas, achei a do rapaz deitado em aguas limpidas como bem citou o amigo ai de cima... a foto eh da Kalindi, uma artista maravihosa, tanto em fotos quanto na ceramica onde ela manda muito bem! O rapaz, eh o maravilhoso Gabriel Domingues, instrutor de yoga, cara muito legal e filho do Afonso Domingues outra figura impar da cidade! Essa foto eh incrivel pois retrata esse ouro puro que e poder nadar em aguas limpidas, talvez um dos maiores luxos dessa cidade, e ainda podemos faze-lo!" - Andrea Sant Anna
.
"Fico na torcida pela continuidade do concurso e com diferentes temas, mantendo sempre a reflexão sobre a cidade como pano de fundo.Isto é sobretudo um serviço a cidade!Espero que nas próximas edições a coordenação consiga corrigir o que por ventura saiu errado e, com uma exposição de fotos emolduradas e sem nenhuma manipulação, nenhuma mesmo!Parabéns a todos pela iniciativa." - Leo Bittencourt
.

Todas as opiniões foram retiradas da Comunidade Teresópolis em Debate.

http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=6285612&tid=5341107426945347534&na=3&nst=11&nid=6285612-5341107426945347534-5342951578370729004

.
A VM MADEIRAS é parceira do BADARTS
Pensar em madeiras é pensar VM.
Avenida alberto Torres 500 no alto, próximo a delegacia.
2642 -4060

Aconteceu nesse domingo, 7 de junho, mais uma edição do Cultura de Raiz.

O evento realizado pela Secretaria de Cultura é apresentado pelo radialista Beto Selig e num clima de programa de auditório, mais uma vez durou além do previsto. Os artistas revezaram-se durante a manhã fria e início da tarde desse domingo, terminando por volta das duas da tarde.
.
A platéia pode conferir mais uma vez a apresentação de diversos músicos que levaram até ali o melhor da cultura de raiz do povo teresopolitano com acordeões, violinos, tambores, flautas, violões, pandeiros e tantos outros instrumentos que dividiram o espaço com o cheiro de café que era servido à platéia, acompanhado de um artesanal bolo de fubá. Todos os participantes da última edição que também se apresentaram nessa, receberam um DVD do evento.
.
O próximo encontro da série acontecerá no dia 5 de julho na Praça Olímpica. Confira no vídeo abaixo trechos de algumas apresentações:

video

Quem esteve por lá pode conferir também, além das exposições de fotografias e jornais antigos, o novo projeto Cultura nos Bairros que levará teatro, música, poesia e muita arte para os bairros de Teresópolis.

Wanderley Peres e Ronaldo Fialho. Cultura agora tem nome e sobrenome.
.

A Cial Construtora é parceira do BADARTS.
http://www.cialconstrutora.com/


Teresópolis está a um passo de ter um Restaurante Popular. Restaurantes Populares são Unidades de Alimentação e Nutrição destinadas ao preparo e à comercialização de refeições saudáveis, oferecidas a preços acessíveis à população, localizadas preferencialmente em grandes centros urbanos de cidades com mais de 100 mil habitantes. O público beneficiário dos restaurantes é formado por trabalhadores formais e informais de baixa renda, desempregados, estudantes, aposentados, moradores de rua e famílias em situação de risco de insegurança alimentar e nutricional.
.

O Ministério do Desenvolvimento Social apóia a instalação de Restaurantes Populares através do financiamento de projetos de construção, reforma e adaptação de instalações prediais, aquisição de equipamentos permanentes, móveis e utensílios novos. Os estados, municípios e o Distrito Federal, interessados na parceria para implantação do programa, devem participar do processo de seleção pública, divulgado por meio de editais, atendendo aos critérios estabelecidos no manual do programa, publicado anualmente no endereço eletrônico do Ministério.

A forma que tal notícia ganhou a mídia novamente deixou a desejar dando espaço a mais um boato. Isso se deu graças a publicação feita pelo Diário Oficial de uma indicação do conselho comunitário para a construção de um Restaurante Popular no local onde hoje funciona a Praça de Esportes Radicais.

A praça, construída no governo Petto, é considerada uma das melhores do estado e já foi palco de vários campeonatos estaduais de skate.

Apesar da publicação polêmica, membros do governo nos informaram que, apesar da indicação do conselho, não existe da parte do governo a intenção de construir ali tal restaurante, porém, os skatistas se encontrarão com o secretário de esporte, Leandro Aschar, na próxima terça para passar a história a limpo.

Atualmente a praça encontra-se em estado de abandono, precisando com urgência de manutenção e reforma. O equipamento de segurança, que deveria ser obrigatório, é ignorado pelos esportistas. Além disso, problemas com o uso de drogas tem ocorrido com frequência no local.
.
A Rede de Drogarias A Original é parceira do BADARTS.
Disk Entrega pelo 2742 2727


Ganhamos um espaço de destaque no site mais visitado de Teresópolis:

.

A RADIOTEC é parceira do BADARTS.
Visite a Casa da Música!
O melhor em instrumentos musicais agora na RADIOTEC!
.
Enviado por Marcelo Mansur

Havaiano tira fotos do interior de ondas

Um ex-surfista americano dedica-se agora a uma actividade inusitada: fotografar ondas de dentro delas.
.
Clark Little, de 39 anos, começou a fazer as imagens depois de a sua mulher manifestar o desejo de ter uma foto para decorar a casa do casal, no Havai. Há dois anos, ele vive do dinheiro que ganha com a venda das fotos. "O mar é a minha segunda casa e eu amo o que faço", disse Little. "Não existe para mim aquela sensação de encarar o trabalho como uma obrigação.

O fotógrafo conta que, para obter as melhores imagens, ele utiliza uma câmera capaz de obter até dez fotos por segundo. As ondas que ele encara variam entre 90 cm e 4,5 m.Muitas vezes, ele chegou a ser arremessado a até 10 m de distância de sua localização original. "Sempre existe um risco para mim, por conta da força e do tamanho das ondas. Mas minha experiência como surfista deixa-me à vontade para encarar as ondas sem medo", afirmou.


.
A Bebidas Comary é parceira do BADARTS

Um comentário:

Roger W. disse...

Sensacional!!