Páginas

fevereiro 14, 2009


Aconteceu na última sexta, 13 de fevereiro, a reunião do Movimento Nossa Teresópolis com o Prefeito e seus secretários de governo.
Este foi o primeiro encontro da agenda que o MNT terá, mensalmente, com o Poder Executivo com objetivo de fazer o acompanhamento das ações do governo municipal.
Como alguns secretários ainda não conheciam os objetivos do MNT, o Diretor executivo – Rogério Féo – fez uma rápida apresentação dos princípios do Movimento e deixou bem claro para todos os presentes que o MNT tem um papel colaborativo com o executivo sim, porém manterá sua independência.
Traduzindo: se a atuação do executivo caminhar com transparência e dentro das expectativas da população, o Movimento aplaudirá, mas se não for pelo caminho certo, o MNT vai criticar e lutar para que tudo fique nos eixos.
Rogério Féo ressaltou o APARTIDARISMO do MNT.
Na reunião foi entregue ao prefeito, secretários e sub-secretários uma pasta contendo a carta de princípios do MNT e uma cópia da Emenda à Lei Orgânica (aprovada em junho do ano passado e que passou a vigorar já nesta gestão), enfatizando que faltam pouco mais de 40 dias para que o prefeito apresente o seu plano de governo e que o MNT estará atento ao cumprimento da Lei.
Mais uma vez ficou claro que o Movimento Nossa Teresópolis está lutando em prol da cidade, doa a quem doer.

Abaixo você confere a apresentação dos princípios do Movimento, feita pelo Rogério Féo:

video

Participe dessa prova de amor por Teresópolis:

http://www.nossateresopolis.org.br/indexh.asp


ESTAMOS ONDE A NOTÍCIA ESTÁ.

O encontro do Movimento Nossa Teresópolis com o Prefeito e seus secretários deveria ser apenas pra definir o diálogo entre as partes e apresentar as intenções do Movimento a todos os secretários, porém, Jorge Mário fez questão de fazer um resumo do seu primeiro mês de governo. O Prefeito disse que assumiu a Prefeitura numa situação difícil, com precatórios vencidos em 2008 e com contas a pagar. Jorge Mário disse que o dinheiro que havia era insuficiente pra que todos os pagamentos fossem feitos. Disse que mesmo com dificuldades, conseguiu pagar também todo o funcionalismo, outro problema herdado pelo antigo governo. Explicou que esse primeiro mês está sendo usado para sanar os problemas e arrumar toda a casa.
Jorge Mário disse que se encontra em grandes embates políticos citando o problema na área da saúde que atende várias cidades vizinhas sem que essas contribuam para o serviço. Jorge Mário disse que encontrou Postos de Saúde em situações precárias e que teve que paralizá-los até que as obras necessárias para um atendimento que oferecese maior qualidade fossem realizadas.
Na área da Educação, duas escolas tiveram que ser reformadas antes de receber os alunos. Hoje, cerca de 2000 crianças encontram-se sem vagas nas creches e as mesmas encontram-se sem profissionais capacitados para muitas funções. Na área do serviço público, Jorge Mário lembrou que assumiu a cidade completamente esburacada e as equipes de trabalho estão se desdobrando pra que esse problema seja sanado o mais rápido possível. 40 toneladas de lixo foram retiradas das ruas e toda a manta asfáltica teve que ser comprada "fiada" por falta de recursos imediatos. A frota de caminhões da Prefeitura e as máquinas estão sucateadas. O "Lixão" encontra-se numa situação lamentável chegando a abrigar algumas famílias e esse é mais um dos pontos que deverão ser regularizados o mais rápido possível.

O contrato de concessão com a CEDAE está sendo revisto e em breve o governo também deverá estar retomando o caminho pro tratamento do esgoto da cidade. Os medicamentos que consomem cerca de metade da verba da saúde da cidade, graças as irregularidades, também deverão ter uma maior fiscalização com a implementação da Câmara Técnica. Ná área do meio ambiente, a Prefeitura entrou em contato com as cidades vizinhas que, no governo passado, adquiriram o direito de trazer o seu lixo pra Teresópolis, numa tentativa de reaver todos esses contratos. Na questão do trânsito, a Prefeitura está tentando corrigir as irregularidades, discutindo com os segmentos representativos da sociedade pra que tudo ocorra sempre de maneira coletiva e democrática.

O BADARTS foi o único a registrar esse encontro e no vídeo abaixo você pode conferir a avaliação do primeiro mês de governo feita por Jorge Mário:

video

EXCLUSIVIDADE BADARTS.
.
O Movimento Nossa Teresópolis está a todo vapor e seus GTs já reiniciaram os trabalhos em prol de uma Teresópolis melhor. Se você já faz parte do Movimento, participe! Sua presença é muito importante! Pros que ainda não aderiram a essa prova de amor pela cidade, segue o link para o site do MOVIMENTO NOSSA TERESÓPOLIS:




Membro do MNT acessa o BADARTS durante o encontro com o Prefeito e seu Secretariado:

O nome disso? CREDIBILIDADE.

Essa veio do álbum do Orkut do nosso amigo Dynardo, o guerreiro escritor, sempre ligadinho aqui nas estrepolias do BADARTS.

TAMO JUNTO É TAMO JUNTO!

Esse ano alguns blocos que vinham recebendo grandes in$$entivos dos governos passados para brincarem o Carnaval ficaram orfãos diante daquele que alguns chamam de governo teocrático. Radicalismos a parte, pelo que parece, tem muita gente usando o Carnaval como forma de fazer política. A diretoria do Bloco Bebe Rindo esse ano foi pras rádios e tvs acusando o governo de desrespeitar a tradição quando não incluiu a quinta e a sexta que precedem o Carnaval nas datas oficiais da comemoração em Teresópolis além de não receber esse ano os "incentivos financeiros", muito menos a segurança e a mínima infraestrutura adequada para o evento.
.
O bloco então disse que iria pras ruas, mesmo assim, num ato de repúdio a tal desrespeito com a tradição cultural Carnavalesca do Município. Talvez "inspirado" por esse cenário de perseguição descrito acima, o bloco apresentou seu samba enredo que por vezes lembra bem o discurso de um pequeno e derrotado grupo político de nossa cidade. Confira abaixo essa nova pérola do cancioneiro popular tupiniquim:

"Esse bloco Bebe Rindo só me da prazer/ vamos satirizar ACORDA TERÊ !!!/ Uns empresários venderam a "nossa Teresópolis" para um monte de safados/ o que vai ser agora da nossa população? / Que azar, em tão pouco tempo já mostraram que não entendem nada / vão deixar todos nós com cara de babaca / E só podia dar nisso / com esses bichos enrustidos / Esse bloco Bebe Rindo só me da prazer / vamos satirizar ACORDA TERÊ !!! / Tem muita gente de fora fazendo turismo e tirando sarro não sabem aonde estão / com esses PTs só de safados / O bloco Bebe Rindo não tem medo de falara cidade que perdeu sua identidade / não vai ter mais história pra contar / com certeza já podemos apostar / estes são os piores que chegaram lá / A ala das bonecas com muita inspiração / solta as bruxas na passarela / pra queimar esses Judas no caldeirão / e vamos salvar Teresópolis dessa turma de lambão / Esse bloco Bebe Rindo só me da prazer / vamos satirizar ACORDA TERÊ !!!"

Seja sincero, isso não lhe pareceu familiar? Pois bem, se você soubesse quem faz parte da diretoria do bloco talvez entendesse de vez essa triste coincidência...

Injustiçado, o bloco usou a mídia para dizer que não queria um único centavo dos cofres públicos, apenas a infraestrutura para ir pra rua. Acontece que o desfile do bloco está na programação oficial do Carnaval, com segurança, banheiros químicos, som e tudo mais que todos os outros terão, ou seja, na prática os "crimes" praticados pela Prefeitura contra o bloco ficaram só no discurso do mesmo. Coisa boa, né? Então isso quer dizer que agora tudo está normalizado e que o bloco está satisfeito, correto? Errado! O bloco agora decidiu não mais desfilar. O motivo? Segundo os dirigentes do bloco, 90% dos integrantes decidiram não mais participar desse Carnaval. Há quem acredite que isso se deva ao samba porém a versão dos "dirigentes" é que não existe tempo hábil pra que tudo fique pronto e seria esse um dos maiores motivos que desanimou os foliões. O bloco se reunirá (não é desfile é reunião) na data que deveria desfilar (próxima sexta) no Parque Regadas. Quem quiser se "reunir" com o bloco nesse Carnaval, pode contribuir com a Campanha "Um tapa com luva de pelica" que entregará para a Prefeitura todo o alimento arrecadado na "reunião". É extra-oficial mas quem quiser levar a fantasia pra "reunião" pode ficara vontade afinal vai estar tudo pronto pra folia e isso aliado a "reunião" num bar, é festa na certa! Então VIVA O CARNAVAL!.

Quando a política cai no samba, toda a boa intenção é fantasia.

Por essas e outras, prefiro Keith Richards.

Nenhum comentário: