Páginas

julho 21, 2008




Apesar das acusações de estupro, assassinato, ameaças e coisas do tipo que frequentemente trazem o nome do Tricano até a mídia, o nobre ex-prefeito de Teresópolis semana passada mostrou que é muito humilde.

Ao declarar seus bens a Justiça Eleitoral Tricano avaliou seu Hotel Jecava em apenas 200 mil reais, uma bacatela! A humildade se fez presente em outras declarações também como num terreno em Saquarema avaliado em apenas um real e 38 centavos. Você não leu errado não, UM REAL E 38 CENTAVOS!!!


A matéria que segue foi publicada no Jornal O Diário de Sábado, 19 de Julho de 2008.


"Patrimônio dos candidatos na internet

- Discrepância nos valores declarados e disparidade entre os bens confessados à Justiça Eleitoral

Da Redação

O Tribunal Superior Eleitoral disponibilizou a partir de ontem, sexta-feira, 18, as declarações de bens dos candidatos a prefeito, a vice-prefeito e a vereador em Teresópolis. No site do TSE, em www.tse.gov.br, o eleitor poderá conferir o que têm Tricano, Jorge Mário e José Carlos Faria e também os seus vices, Tia Lú, Robertão e Salomão, além dos bens de todos os 166 candidatos a vereador.

Em Teresópolis há trinta anos, onde iniciou sua vida sua carreira política, o ex-prefeito Mário Tricano é disparado o candidato com maior patrimônio: Declarou R$ 3 milhões e 519 mil em imóveis, empresas, veículos e até ouro. Seus oponentes na disputa pela cadeira de prefeito são mais modestos. José Carlos Faria e Jorge Mário somam patrimônio de apenas R$ 316 mil, menos que 10% do patrimônio declarado do ex-prefeito que vem governando Teresópolis praticamente desde quando chegou aqui, por volta de 1980.

A candidata à vice de Tricano, vereadora Tia Lú também está bem. Tem praticamente o mesmo patrimônio que os outros dois candidatos a vice-prefeitos, Robertão e Salomão e, ainda, os candidatos a prefeito, Jorge Mário e Faria, juntos. Declarou à Justiça Eleitoral possuir bens no valor de R$ 734 mil. Os quatro, juntos, teriam bens no valor de R$ 750 mil.

Dentro da política de transparência no processo eleitoral, o TSE também disponibiliza a lista de bens declarados pelos candidatos a vereador em outubro. Curiosamente, alguns destes cidadãos que pleiteiam uma vaga na Câmara a partir de 2009, declaram não possuir bem algum. Ao pesquisar alguns nomes conhecidos, o eleitor certamente vai se surpreender com algumas destas pessoas que dizem não ter nenhum bem a declarar.

Mas o que chama mesmo a atenção na lista do TSE são os valores estimados das propriedades dos candidatos, a maioria, muito abaixo dos praticados pelo mercado financeiro. Na declaração do ex-prefeito Mário Tricano, por exemplo, onde o candidato diz possuir patrimônio de R$ 3 milhões e meio, aparecem curiosidades que soam até engraçado. Confira alguns destes valores declarados no site: Apartamento na Avenida Lúcio Meira: R$ 13.879,45; Cobertura na Rua Coronel Antonio Santiago, em Agriões: R$ 83.966,79; Prédio à Avenida Presidente Roosevelt: R$ 8.327,67; Apartamento em Iguaba Grande: R$ 2.775,88; Um terreno na Reta, no valor 8 mil reais; Apartamento na Rua Rui Barbosa: R$ 2.775,88; Loja na Rua JJ de Araújo Regadas: R$ 6.939,72. O ex-prefeito tem até um lote de terras em Jaconé, em Saquarema que vale - na declaração à Justiça - apenas R$ 1,38. É esse mesmo o valor declarado, R$ 1 real e 38 centavos.

A emissora de rádio Geração 2000, que tem valor estimado em perto de 1 milhão de reais, sem contar o imóvel que ocupa, foi avaliada em apenas R$ 28 mil. Possivelmente o imóvel de maior valor de Tricano, o Hotel Jecava, construído durante seus dois últimos períodos como prefeito, o bem aparece em duas cotas dividas entre ele e sua esposa, totalizando apenas duzentos mil reais. Apesar de ser apresentada de forma suscinta no site, mostrada a um economista, a lista de bens do ex-prefeito foi avaliada em cerca de R$ 50 milhões de reais. "

http://www.odiariodeteresopolis.com.br/leitura_noticias.asp?IdNoticia=8366





A foto acima foi tirada na Fonte São Sebastião em Pimenteiras e a reivindicação foi feita pelo Pedro Branco, morador do bairro, que informou que o muro que deveria existir na área destacada em amarelo na imagem, caiu em fevereiro e apesar dos pedidos, nenhuma obra foi realizada no local até agora. Falamos com o Sec. de Serviços Públicos, Roberto Lenzi, que nos garantiu que o problema será resolvido nos próximos dias.




A inclusão digital em Teresópolis segue com muita força e já não existem linhas disponíveis para Banda Larga na grande parte dos nossos bairros devido a quantidade de usuários que ultrapassou em muito as perspectivas da Telemar. Teresopolitanos de todos os cantos da cidade agora interagem em fóruns criados em sites de relacionamento e criam seus próprios sites, fazendo assim uma revolução no que diz respeito à mídia Teresopolitana. O assunto foi tema da última semana no Programa Opinião, apresentado por Willians Feitosa.



Foto: Rafael Aschar


Eu (Zimbrão), Geizon e Léo Bittencourt batemos um papo pra lá de descontraído com o Sr. e Sra. Feitosa e soltamos o verbo SEM CENSURA. Fica aqui registrado o nosso agradecimento pela oportunidade de levar aos demais Teresopolitanos tudo isso que vem acontecendo no mundo virtual de nossa amada cidade.




Mais uma denúncia sobre a Feirarte foi feita essa semana pelo radialista Hélio Carracena no Programa que apresenta na TV Cidade, Cidade Agora.



Hélio disse que comprou um suéter numa loja no centro da cidade por R$ 10 e que mais tarde viu o mesmo suéter sendo vendido numa barraquinha da Feirarte por R$ 25. Desde quando esperto é artesão? Ou mandam essa turma que quer ganhar dinheiro mole pra fora da feira ou trocam o nome da mesma pois a situação está a cada dia mais insustentável.





Brizolinha:


Brizolinha:


Com tanto bandido envolvido na Política Teresopolitana, aprender a parar uma bala em movimento seria muito útil.



Vejam só a figura que encontramos na Praça da Matriz de Sta. Tereza:



video


Tomara que a Disney não entre nessa moda do processo!

Um comentário:

Anônimo disse...

o tempo passou e já sabemos muitas coisas porque as denúncias contra uma das fábricas de bebidas de nosso município não deram em nada, mesmo que as mais cabeludas sobre alta sonegaçào de impostos de todos os tipos e outras coisas envolvendo laranjas, limões, melancias e outros "bichos"...Mas já se sabe que o tal grupo aderiu a certa candidatura depois de certo "entendimento" que já foi e continuará "nas alturas" até o fim além da exig6encia de apoio claro e explícito...cruz credo1 Quanta desmoralização! Afinal, rabo preso é mesmo uma M. né não? E quando se pergunta se diante de denúncias tão sérias e devastadoras para qq reputaçào, mesmo daquelas mais sujas que pau de galinheiro, tipo "o rei das piranhas da cascata do parque nacional" se sabe que a fiscalizaçào não cai de pau, é por conta de amizades locais mais do que influentes na área que não permitem, de jeito nenhum, que a justiça, que a mão forte do estado cumpra com suas obrigaçòes mais elementares. Mas, com oafirmam por aí há séculos, B. de crinça e bolso de fiscal, sai cada coisa...ou melhor ainda...esconde cada coisa...Uma vergonha! Viva Teresópolis! Viva o bicho! Viva o dr. cujo nome rima com ordinário, salafrário, estelionatário! Viva os sonegadores! Viva os empresários ricaços que tratam seus funcionários pior que lixo! Aliás, pelo jeito e andar da carruagem ... viva pra unimed também! Cruz credo! a coisa tá feia...Coitada de nossa cidade! Se gritar pega ladrào nào fica um, meu irmào!