Páginas

março 23, 2008

FATO:
Quanto mais próximos estamos da eleição, mais o Tricano participa dos programas da Rádio geração 2000. Esse sabe bem o que quer.



VÍDEO DO MOVIMENTO NOSSA TERESÓPOLIS:

- NÃO OFICIAL -

video


O site do movimento está em construção e assim que estiver pronto estaremos linkados com ele.


FELIZ PÁSCOA!!!

A Páscoa é uma festa cristã que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. Depois de morrer na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu, até sua ressurreição, quando seu espírito e seu corpo foram reunificados. É o dia santo mais importante da religião cristã, quando as pessoas vão às igrejas e participam de cerimônias religiosas.



Fidel aproveitou minha ausência e saiu de fininho. Gostaria que ele tivesse vida longa, o suficiente para ser julgado e punido pelos crimes que cometeu. Não há sonho ou conquista social que absolva seus métodos, penso eu. Democracia é bom e eu gosto.




MATO SÓ NO NOME?

- por Zimbrão -

Quando as pessoas moram há muito em um lugar, é inevitável, aclimam-se e as coisas perdem sua cor local, tornando-se o banal e o óbvio. Mas existem detalhes que merecem nossa atenção. Dia desses resolvi caminhar até o centro da cidade. Na volta pra casa, fui pego de surpresa por uma chuva torrencial que me obrigou a enfrentar o purgatório de nossos ônibus no horário do rush. Enquanto aguardava o meu suplício comecei a refletir sobre o nome dos bairros Teresopolitanos estampados na frente dos ônibus. Moro em Pimenteiras há 34 anos e garanto que não existe um único pé de pimenta plantado por lá. Acho que no Pimentel também não. Em Agriões só vemos o vegetal no Green Fruit e por aí vamos, com o nome desses bairros desconectados de sua origem pelo progresso. Ou não. Em Quebra-Frascos, ainda temos ruas que dão total lógica ao título. Existem outros nomes que devem ter sido dados por pessoas que não tinham visão imobiliária. Imaginem se alguém que não conheça a cidade vai querer comprar um terreno no Morro do Tiro? Tá louco? Chega de bala perdida! Córrego Sujo? Tô fora! Vila da Miséria? Nem pensar... O ônibus chega e feito um arrastão sou carregado para o seu interior onde as janelas encontram-se fechadas devido a forte chuva que cai. Mas e a fedentina de suvaco? Onde existe lógica nisso? Porque a preocupação com pingos de chuva enquanto nossa alma é invadida pelos fantasmas fétidos de suvacos que nem conhecemos? Mas tudo bem, as viagens de ônibus em Teresópolis, apesar de serem as mais caras da região serrana, não duram mais que 30 minutos e isso me ajuda a superar essa tortura. O ônibus segue lotado e embaçado pela respiração dos seus usuários que aprecem não estar nem um pouco incomodados com a situação. Tudo bem, eu sou o chato mesmo! Da próxima compro uma sombrinha de 1,99 e enfrento o temporal. Mas a dor vai ser breve. Falta pouco. Mas as chuvas fizeram com que uma barreira imensa caísse na estrada principal e então a dança do créu do inferno chegou a velocidade número cinco assim que entramos no engarrafamento que o desvio do trânsito causou nas Paineiras. Hora de perder o controle. Estico o meu braço para abrir a janela e a menina que está sentada logo abaixo me olha com reprovação. "Foda-se, sua vadia!"- respondo com os olhos. Porque que sempre acontece comigo? Ficamos presos no engarrafamento por mais de 40 minutos. Tempo suficiente para constatar que nas Paineiras não existem paineiras. É o preço do progresso.





Abaixo, uma fotomontagem "Dark Art" com a Patricia Carracena. Esse efeito é um dos mais legais e também um dos mais técnicos dentro da manipulação digital de imagens...


Quem disse que o Brasil não evolui? Acabamos de aperfeiçoar o vírus da dengue!





Pra quem acha que vida de Santo é fácil:




Os contraditórios e idiotas ditados populares.

- por Nelma de Souza -


Existe coisa mais irritante do que você escutar ditados populares como se fossem as pérolas da sabedoria, capazes de explicar todos os comportamentos das relações humanas e dos fenômenos da natureza? Com certeza deve existir, mas, mesmo assim, os ditados populares são bastante chatos…
Por exemplo: “dinheiro não trás felicidade”. Vai dizer isso pras crianças pedintes dos ônibus lotados que circulam nas grandes cidades ou então pros pais de família desesperados em colocar alguma comida na mesa pros filhos. Vocês já viram alguma pessoa rica ficar triste por que não decidia se no fim de semana ia passear de lancha ou de helicóptero?
Outro exemplo: “A voz do povo é a voz de deus (minúsculo mesmo)”. Se essa voz de deus for do povo brasileiro, em que a grande maioria da população é semi-analfabeta, não sabe discernir ou criticar sobre as informações que lhes são passadas apenas via televisão, então essa voz de deus vai estar correndo sério risco de ser equivocada (é só observarmos os políticos eleitos pelo povo).

PARTICIPE DESSE BLOG!

Envie seus textos para contatobadarts@yahoo.com.br

Nenhum comentário: