Páginas

janeiro 18, 2011

A MAIS NOVA DA RECORD
Cobertura da Record em Teresópolis é marcada por sequência de barrigadas
Não sei ao certo quem é o responsável pelo jornalismo da Record mas pela sequência de tropeços dos seus funcionários na cobertura da catástrofe em Teresópolis é certo que a vaga deveria ser melhor ocupada pois quem nela está anda comendo uma mosca atrás de outra nessa cobertura. Depois de ter exibido nosso material mesmo tendo conhecimento da nossa indisposição, agora os repórteres da emissora tem se dedicado a inventar histórias. Ao menos é o que flagramos na mais :recente barrigada promovida pelo jornalismo da emissora e que está disponível no site R7:

 
 Cão que velava a dona foge da adoção. Sim, segundo nossos respeitáveis colegas da Record, o dog fugiu do canil pra ficar perto de sua dona, que se encontrava sepultada devido a tragédia de 12 de janeiro. Ora senhores, esse sensacionalismo barato pode até funcionar com o restante da pátria amada Brasil, porém nós que somos minhocas da terra sabemos bem quem é o dono do cãozinho.


 
 Seu dono se chama Rodolfo Junior e trabalha no cemitério Carlinda Berlim. E mais, o nome do peludo não é Caramelo e sim John. O Jornal O Diário de Teresópolis chamou a atenção para o fato. E a lambança não se limitou a Record não. Teve mais gente que teve preguiça de apurar os fatos. Bonito mesmo fez o jornalista Anderon Duarte que fez cair a máscara dos sensacionalistas de plantão:

Depois de usarem nosso material contra a nossa vontade, a Record mete agora mais uma bola fora em Teresópolis. Continuo sem ser procurado pela emissora que reprisou a bel prazer as imagens que me pertencem contra a minha vontade e ainda conseguiram destruir um trabalho construído por dois dias junto a equipe do Fantástico. E se por ventura o bichano deixar barato a lambança que fizeram com ele, o mesmo não acontecerá comigo pois, parafraseando Waldick Soriano, eu não sou cachorro não.


TERESÓPOLIS PRECISA SER RECONSTRUÍDA


No dia que todas as emissoras, grandes ou pequenas, deixarem o sensacionalismo de lado, já estarão ajudando-nos e muito nesse sentido.

3 comentários:

Ricardo B. disse...

Dô todo meu apoio a seu blog, pois não imaginei que esta emissora pudesse ser de tão baixo nível. Com certeza, ela fez isso apenas para um ridículo propósito: rir da Globo e dizer "eu exibi primeiro", passando por cima de tudo e de todos. Concequentemente a Record só tende a perder a credibilidade que ela nunca teve, e agora, nunca terá.

Paulo Gomes - Artista Plático disse...

É verdade, tenho caminhado perplexo com relação ao "circo montado" com a dor alheia. Não nos esqueçamos que essa tragédia foi anunciada. Lamento muito pelos nossos mortos, mas também pelos estudos feitos em nossa área e mapeamentos já executados, fiquem depositados em gavetas de políticos ou em bibliotecas para os estudiosos. As áreas de riscos pertencem a natureza, nós precisamos aprender a respeitar isso. Os fenômenos naturais sempre existirão e daqui para frente em maior intensidade. Lamento em pensar assim, mas creio que depois de 6 meses tudo voltará para as "gavetas" é necessário utilizar os recursos prometidos com responsabilidade e usando a razão. Tomara que nossos políticos usem com sapiência. Estamos de luto por nossos mortos, mas devemos reconstruir a cidade com uma visão mais realista dos fatos. Viva Teresópolis!
Obrigado
Paulo Gomes

Cacau disse...

vindo da record espero tudo,essa tv de quinta sempre foi mau-carater.Depois da reporter ser presa acusada de parceria com bandidos.Nao me surpreendo com ela