Páginas

junho 28, 2012

TRE TIRA VAGA DE VEREADORA
Com os desdobramentos da cassação do mandato do ex-prefeito Jorge Mário e a morte, dia após assumir o cargo de prefeito, do seu vice Robertão, o Presidente da Câmara, Arlei (PMDB), seguindo os trâmites da lei, assumiu interinamente a vaga no executivo, abrindo outra na Câmara, o que deu início a uma polêmica. Como a vaga pertence ao partido, caberia ao 1º suplente assumir a cadeira no legislativo, porém tanto a 1ª (Dra. Claudia Lauand) quanto o 2º suplente (Dr. Raimundo Amorim) deixaram o referido partido sob a alegação de discordarem do apoio prestado pelo mesmo ao governo da época, que tinha no comando, o ainda petista, Jorge Mário Sedlaceck. Diante disso, a Câmara chegou a convocar o 3º suplente, Carlinhos Problema Meu, para assumir a vaga, porém a Dra. Cláudia acionou a justiça que no primeiro momento deu ganho de causa para a médica que assumiu o cargo em agosto de 2011.
Carlinhos recorreu da decisão e nessa quinta, 28 de junho, o TRE decidiu, por unanimidade, que a vaga, diante dos acontecimentos, pertence ao 3º suplente. Problema Meu passou a tarde na frente da Câmara esbanjando felicidade. Já do lado de dentro, funcionários, vereadores e imprensa lamentavam o ocorrido que se por um lado significa o "reestabelecimento da justiça", por outro tira de cena uma vereadora atuante, bem como lembrou o líder do governo na Câmara, Dr. Carlão (PMDB), na noite dessa quinta:



E A NOTÍCIA ACIMA JÁ CHEGOU AO SOBERBO:

O OUTRO LADO DA NOTÍCIA
Guardas Municipais punidos por multar?
Na última terça, 26 de junho, a vereadora Dra. Claudia Lauand fez um pronunciamento na Câmara referente a uma punição dada a 4 Guardas Municipais que estariam sendo prejudicados pelo fato de cumprirem a lei, multando veículos em situação irregular. O discurso se deu baseado nas informações passadas para a vereadora que alertou para a necessidade de buscar as autoridades competentes no sentido de esclarecer os fatos. Nesse sentido, nessa quinta (28), buscamos maiores informações na Secretaria de Segurança de Teresópolis. O próprio Secretário da pasta, Sargento Da Luz, nos recebeu e muito atenciosamente nos explicou detalhes do assunto que até então não haviam sido expostos. Realmente a punição aos 4 servidores se deu pelas multas aplicadas pelos mesmos, porém isso não ocorreu dentro da normalidade, como mostram os dados do Detran referentes ao número de multas aplicadas em Teresópolis ao longo de 2010:
O número de multas nesse ano apresentou um acréscimo e no mês de outubro chegou ao seu ápice superando em mais de 10 vezes as multas aplicadas em abril. Os dados chamaram a atenção do Secretário da época, Laet Moutinho, que identificou o problema na atuação dos 4 guardas. Graças ao fato, a Secretaria chegou a cancelar as multas aplicadas em novembro daquele ano.
Os servidores passaram então a responder por um processo administrativo que culminou com a recente condenação. O Secretário Da Luz informou que fez o possível para não prejudicar os servidores e que a punição foi a mais branda possível, com a suspensão dos mesmos por 15 dias. Ainda no mesmo dia, buscamos ouvir alguns Guardas Municipais que confirmaram essa versão e nos alertaram para o fato de que o mesmo poderia ter ocorrido como represália dos 4 servidores contra alguns posicionamentos da secretaria, na época. 


ENQUANTO ISSO NO SHOW DO GIL
Gilberto Gil divide palco com seu holograma:


PASSOU NA TV

Um comentário:

Robson Melo disse...

Fica à dica procurem ouvir os Guardas que foram punidos para saber a forma como se deu tal processo, porque ouvir Guardas que são detentores de cargo ai realmente vão puxar pro lado do antigo ou o atual detentor da pasta da segurança pública!!!!!!!!!