Páginas

janeiro 12, 2010

LULA PEDE QUE SE EVITE O JOGO RASTEIRO DURANTE A CAMPANHA
Em seu primeiro discurso de 2010, em evento que anunciou recursos para programas de moradia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva mandou um recado para os adversários das eleições de outubro. Lula pediu para se "evitar o jogo rasteiro na campanha" e disse que é "capoeirista" e está preparado "para não deixar o pé chegar no meu peito".

O discurso foi feito durante cerimônia de anúncio de R$ 3 bilhões para projetos do Pró-Moradia, do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), e para o projeto de habitação Minha Casa, Minha Vida. Aos quase mil prefeitos e governadores que acompanhavam a cerimônia de assinatura dos projetos, Lula disse que está preparado para enfrentar "ataques de quem não tem discurso programático de alto nível". "Não permitam que um jogo rasteiro da campanha atrapalhe as relações entre os entes federativos. Estou imaginando que os meus adversários, todos muito letrados, vão fazer um debate de alto nível, mas na ausência de discurso programático, imagino que vai valer chutar do peito para cima. O que eles não sabem é que sou capoeirista e estou preparado para não deixar o pé chegar no meu peito."

Sem citar diretamente as críticas feitas na última semana à terceira versão do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH), lançado em dezembro, o presidente afirmou que "muitas pessoas" preferem transformar "coisas insignificantes em coisas importantes".

Ao lado do presidente do Congresso, José Sarney (PMDB-AP), Lula fez elogios ao Congresso. "Cerca de 99,9% das coisas que mandamos para o Congresso, o Congresso aprovou. Na maioria das vezes, mandamos um projeto maravilhoso e eles transformam em um camelo. Mas, muitas vezes, o Executivo manda um camelo e vocês transformam em um pônei", disse Lula.

Fonte: UOL


O HOMEM QUE NÃO TEM TRAVA NA LÍNGUA
Confira abaixo um vídeo feito há alguns anos atrás com algumas pérolas de um dos homens que faz parte, com louvor, da história da Rádio Teresopolitana.

video


PREFEITURA CULPA UNIMED
Em nota enviada a imprensa, o governo culpa a Unimed pela não renovação do contrato. Confira:

Após recusa da Unimed em renovar o contrato, a Prefeitura de Teresópolis abriu processo licitatório, que se encontra, atualmente, em fase de cotação para contratação de nova empresa de plano de saúde para atender aos servidores municipais. A expectativa é de que até o final de janeiro se tenha a conclusão do processo licitatório.
Desde o início do mês de dezembro, a Secretaria Municipal de Administração vinha mantendo contato constante com a Unimed que acenou com a possibilidade de renovação do contrato até o dia 11 de dezembro. No entanto, apenas no dia 22, a Unimed levou à Prefeitura de Teresópolis a documentação necessária para a renovação do contrato, já sabendo, de antemão, que com esse prazo não havia tempo hábil para se disparar um processo de licitação, que fosse encerrado dentro do período do contrato.
“Em nossa primeira reunião, no dia 5 de dezembro, a Unimed não nos trouxe nenhuma planilha solicitando qualquer reajuste. Essa planilha só chegou a nossas mãos no dia 22 de dezembro. A municipalidade procurou a Unimed em tempo hábil e se eles nos tivessem dito, ainda no início do mês de dezembro, que não tinham interesse na renovação do contrato, teríamos buscado outro caminho”, afirmou o Secretário de Administração, Geraldo Menezes, que disse ainda que a negociação foi feita com uma diretoria que se mostrou impedida de resolver a questão, tendo que submeter o assunto à uma assembleia.
A Unimed reivindicou um reajuste de contrato de 80%. Após análise das finanças do município, a Prefeitura ofereceu um reajuste de 50% para a parte que é de sua responsabilidade (os planos de saúde dos servidores públicos municipais). O aumento proposto pela Prefeitura, cobriria o prejuízo mensal alegado pela empresa. Mesmo assim, a Unimed rejeitou a proposta.
“Por determinação do Prefeito Jorge Mario, a administração está mobilizada para encontrar uma solução para este caso no menor tempo possível. A Prefeitura de Teresópolis se orgulha de ser um dos poucos municípios do estado do Rio a oferecer este benefício a seus servidores e está em busca de um novo plano que atenda aos interesses e expectativas de seus funcionários”, completou Geraldo Menezes, que está orientando pessoalmente os funcionários da Prefeitura.

O PEGADOR DE CURITIBA


Nenhum comentário: